Pesquisadores

Autran Alves Muniz

Possui bacharelado em Sociologia (2011) e Ciência Política (2012) e licenciatura em Ciências Sociais (2014) pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente cursa mestrado na mesma instituição, onde desenvolve pesquisa sobre a Sociologia de Theodor Adorno. É membro do grupo de pesquisa Teoria Crítica e Sociologia desde 2015. Interesses principais: Teoria Sociológica, Teoria Crítica, Sociologia da Música.

Caio César Pedron

Mestrando em Sociologia na linha de pesquisa: Teoria e Pensamento Sociológico, pelo programa de pós-graduação em sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH/UNICAMP), onde atualmente também participa do grupo de pesquisa Teoria Crítica e Sociologia. Bacharel e Licenciado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCCAMP).Tem como principais áreas de interesse: aspectos biográficos e teoria sociológica de Max Weber, teoria crítica e sociologia da religião.

Caio Eduardo Teixeira Vasconcellos

Graduado em Ciências Sociais (2006) pela Universidade de São Paulo, possui mestrado (2009) e doutorado (2014) em Sociologia também pela USP. É membro do grupo de pesquisa Teoria Crítica e Sociologia desde 2016. Suas principais áreas de atuação são: teoria sociológica clássica e contemporânea, sociologia alemã, teoria crítica e marxismo. É autor do livro "O Moloch do Presente". Adorno e a crítica à sociologia (2012). Atualmente, desenvolve pesquisa sobre a atual produção da Indústria cultural brasileira. 

Christiane Wagner

É doutora em Estética e Ciências da Arte. Em 2014 obteve o título Doktorgrad (Grau de Doutora) na Alemanha, por extensão ao seu doutorado na Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne (magna cum laude) pelo Ministério da Cultura e Educação da Alemanha. Estudou na Academy of Visual Arts, Frankfurt e na Belas Artes de São Paulo. Pela Universidade de São Paulo é mestre em Ciências da Comunicação e doutora em Design e Arquitetura. Professora e pesquisadora PNPD-CAPES no Instituto de Artes, UNICAMP (2014-2018), em outubro de 2017, tornou-se membro do grupo de pesquisa Teoria Crítica e Sociologia junto ao Departamento de Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, UNICAMP. É também colaboradora (2014-2018) e membro do Research Committee on Sociology of Communication, Knowledge and Culture, RC14 – ISA, International Sociological Association. Entre suas recentes publicações estão: Aesthetic experience: visual culture as the masterpiece of nonhumanity. On Culture: The Open Journal for the Study of Culture 2, Giessen: 2016. Kunstwerke der Neuen Welt: Zeitgenössische brasilianische Kunst. München: Grin, 2016. Poïésis : entre la raison et la sensibilité. Les nouveaux médiums de l’art. French Journal for Media Research, Toulouse: 2017.

Elisa Zwick

Bacharela em Administração (2007) pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí, RS), Mestre (2011) e Doutora (2015) em Administração pela Universidade Federal de Lavras (Ufla). Doutoranda em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (2017). Professora Adjunta Classe C, Nível II, no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (Icsa) da Universidade Federal de Alfenas (Unifal-MG). Atualmente leciona disciplinas nos cursos de Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Economia e Administração Pública, com ênfase em pensamento organizacional crítico. Possui experiência na área de Administração com ênfase em Gestão Pública, Teoria das Organizações, Estudos Organizacionais e  Teoria Crítica (Adorno). Desenvolve pesquisas com foco nos seguintes temas: poder e burocracia, (semi)formação do gestor público, Teoria Crítica da Sociedade e autoritarismo. Passou a atuar no grupo de pesquisa Teoria Crítica e Sociologia em 2017. 

Enrico Paternostro Bueno da Silva

Possui licenciatura em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (2010) e mestrado em Sociologia (2013) pela mesma instituição. É professor desde 2011, com experiência em educação social desde 2007. Atualmente desenvolve atividades de docência no Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal), na cidade de Americana (SP). Integra o grupo de pesquisa Teoria Crítica e Sociologia desde 2012. No momento, cursa graduação em Filosofia e desenvolve doutoramento em Sociologia, ambos no IFCH/Unicamp.

Felipe Resende Simiqueli

Possui licenciatura e bacharelado em História pela Universidade Estadual de Campinas (2013) e bacharel em andamento em Ciências Sociais. Atualmente é mestrando no Programa de Pós Graduação em Sociologia pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da mesma universidade, na linha de Teoria e Pensamento Sociológico. Participa do do grupo Teoria Crítica e Sociologia desde 2018. Tem como principais área de interesse: teoria sociológica norte-americana - estrutural funcionalismo e interacionismo simbólico; loucura e doença mental - a presença da psiquiatria e psicologia social na sociologia das doenças mentais; e sociologia contemporânea.

Felipe de Souza Mello

Mestrando da linha de pesquisa Teoria e Pensamento Sociológico do Programa de Pós-Graduação em Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas, investiga e compara as obras de Roberto Schwarz, Paulo Arantes e Francisco de Oliveira. Possui bacharelado e licenciatura em Ciências Sociais (2017), com habilitação em Sociologia pela mesma universidade, onde desenvolveu uma pesquisa de Iniciação Científica (2014-2016) na área de Sociologia do Trabalho e Gênero sobre o setor eletroeletrônico de Campinas e Região, no âmbito do projeto temático “Contradições do trabalho no Brasil atual: formalização, precariedade, terceirização e regulação” da Fapesp. Atualmente, suas áreas de interesse de pesquisa são: sociologia, filosofia, pensamento social e marxismo brasileiros, teorias críticas e teorias interseccionais. É membro do grupo Teoria Crítica e Sociologia desde 2017.

Fábio Mascaro Querido

Professor do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UNICAMP desde 2017. Autor do livro "Michael Löwy - marxismo e crítica da modernidade" (Boitempo Editorial/Fapesp, 2016), e de artigos diversos publicados em revistas nacionais e internacionais. Tem experiência nas áreas de teoria crítica, pensamento social e político e sociologia da cultura. Trabalha particularmente com os seguintes temas: teoria social, intelectuais, marxismo, crítica da modernidade; e com os seguintes autores: Michael Löwy, Walter Benjamin, Daniel Bensaïd, Roberto Schwarz, dentre outros.

Isabela da Silva Coltro

Possui Licenciatura em Ciências Sociais e Bacharelado em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (2015). Participou  do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência, no Subprojeto Pedagogia (Filosofia e Sociologia) da Faculdade de Educação da referida universidade (2015) e foi integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Superior (GEPES) do mesmo instituto como bolsista de Iniciação Científica (CNPq) (2016). Atualmente, desenvolve Mestrado em Sociologia no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp na área de Teoria Social. É membro do grupo de pesquisa "Teoria Crítica e Sociologia" desde 2017 e sua área de interesse e pesquisa situa-se nos temas da Teoria Crítica, Teorias de Justiça Social, Luta por Direitos e Reconhecimento, Educação e Ensino Superior, entre outros.